quarta-feira, fevereiro 23, 2005

Meu grande amor!


Resolvi inaugurar! E resolvi fazer isso te dizendo tudo que estou sentindo nesse momento. Não sei nem se conseguirei explicar direito o que vai dentro de mim. Estou com febre, febre de amor. Sinto em meu peito um rebuliço que parece que não tem mais fim. Meu amor é tão intenso que às vezes chega a assustar, dói!

Essa saudade imensa que sinto e sei que sente também maltrata, flagela, mas só faz com que o nosso reencontro seja mais especial ainda. Mesmo sentindo essa dor imensa no peito sou feliz porque sei que no final terei você. Enquanto isso, como é bom ouvir sua voz do outro lado da linha me dizendo tudo que queria ouvir.

Nossa afinidade é impressionante! A gente não se vê, mas se conhece até pelo modo de escrever. Não temos o olho no olho, e muitos acham que isso faz uma falta imensa. Faz, pode até fazer! Mas o nosso amor dá um jeitinho, encontra substitutos. Nós nos conhecemos pela entonação da voz, pelo modo de escrever, respirar, enfim, acho que lemos os pensamentos um do outro.

Meu doce e verdadeiro amor te amo demais. Sinto muito a sua falta física às vezes, mas acabo descobrindo que te tenho de outras maneiras e sempre que pudermos estaremos juntos, porque nem a distância é capaz de mudar o que sinto por você e você por mim.


Palpite
(Adriana Calcanhoto)

Tou com saudade de você
Debaixo do meu cobertor
De te arrancar suspiros
Fazer amor.
Tou com saudade de você
Na varanda em noite quente
E do arrepio frio que dá na gente
Truque do desejo,
Guardo na boca o gosto do beijo
Eu sinto falta de você
Me sinto só
E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.
Tou com saudade de você,
Do nosso banho de chuva,
Do calor na minha pele
Da língua tua.
Tou com saudade de você
Censurando o meu vestido,
Das juras de amor ao pé do ouvido,
Truque do desejo,
Guardo na boca o gosto do beijo.
Eu sinto a falta de você,
Me sinto só
E aí, será que você volta,
Tudo à minha volta,
É triste.
E aí, o amor pode acontecer,
De novo pra você,
Palpite.

Amanhã estarei viajando e um pouco mais distante de você, mas nunca estarei distante aqui dentro! Levo você dentro do meu coração, sempre! Te amo!

Lindinha
|

1 Comments:

Blogger ísis michelle said...

Nossa muito lindo!!
ameii lindo mesmo!
tocou meu coração..

5:29 PM  

Postar um comentário

<< Home